Agora: Fala Comunidade Com: Programação Automática Agora: Fala Comunidade Com: Programação Automática

Central de Recados

Envie-nos seu recado ou peça sua música aqui!
Seu nome deve conter apenas letras!

Agricultores de Itatiba do Sul sofrem com falta de energia

Data da Noticia 10/10/2017
Prejuízos se acumularam ao longo de uma semana sem luz

Cerca de 15 famílias de agricultores residentes em sua maioria nas localidade de Parobé e Barra Seca, no interior de Itatiba do Sul, viveram uma semana de transtornos. O temporal do dia 1º de outubro derrubou alguns postes, deixando os produtores dessa região sem luz. Porém a energia elétrica só foi restabelecida uma semana depois, no dia 8.

Conforme o secretário de Administração de Itatiba do Sul, Célio Fabiani, a RGE informou que havia caído parte da rede de alta tensão, porém após consertada caiu a rede de baixa tensão, o que provocou o atraso no restabelecimento. “Nesse período os problemas para os agricultores foram muitos. Produtores de leite perderam a produção desses dias por não ter como conservar. Além disso, tem todo o transtorno que a falta de energia provoca no dia a dia das pessoas”, comenta o secretário.

O casal Ari e Nelci Steinke, que produzem leite em uma propriedade rural na localidade de Barra Seca, viveram dias difíceis. “Perdemos praticamente toda a produção de leite desse período”, conta Nelci, que mesmo conseguindo transformar em queijo parte da produção lamenta as perdas e o trabalho dobrado da última semana. Isso porque além de não conseguir resfriar o leite, o casal teve de se desdobrar para dar conta de todo trabalho extra que a falta de energia trouxe. “Sem luz a ordenha de 20 vacas teve de ser feita manualmente, pois mesmo que o leite tivesse que ser jogado fora por não ter como resfriar, é preciso ordenhar as vacas para evitar problemas nos animais”. Apesar do esforço, e de terem passado praticamente todo o tempo ordenhando os animais, Nelci conta que três vacas desenvolveram mastite, que é uma inflamação das mamas que ocorreu em função da dificuldade em retirar todo o leite acumulado no úbere dos animais.

Também foi difícil conter os animais no pasto, uma vez que a cerca elétrica é que limita o espaço para os animais. “Também perdemos alimentos que estavam congelados, ficamos sem comunicação, porque não havia como recarregar a bateria do telefone celular e tomamos banho frio ou de bacia”, acrescenta Nelci.

Todo o conteúdo desta coluna é de total responsabilidade de seu autor(a)/publicador(a)!
  • Autor: Atmosfera Online
  • Imagens: Arquivo família Steinke


Todas imagens