Agora: Top 30 Nejo Com: Felipe Kaplan Agora: Top 30 Nejo Com: Felipe Kaplan

Central de Recados

Envie-nos seu recado ou peça sua música aqui!
Seu nome deve conter apenas letras!

Após pousar no lado oculto da Lua, China almeja missões tripuladas e quer robô em Marte.

Data da Noticia 03/01/2019
País investe milhões no seu programa espacial.

Depois de tornou realidade nesta quinta o primeiro pouso já feito por um dispositivo espacial no lado oculto da Lua, a China já prevê outras missões de seu programa espacial. O país investe milhões no setor, dirigido pelo Exército. Colocou satélites em órbita para desenvolvimentos internos (observação da Terra, telecomunicações, ou o sistema de geolocalização Beidou), ou para outros países. No ano que vem, a China pretende lançar um Chang'e-5 para extrair amostras lunares e trazê-las para a Terra. Também espera enviar um robô a Marte, e humanos, à Lua.

Em novembro de 2018, a China apresentou uma réplica de sua primeira grande estação espacial, Tiangong ("Palácio Celeste"). Os chineses planejam lançá-la por volta de 2022, para substituir a Estação Espacial Internacional (ISS). Está previsto que a ISS, que associa Estados Unidos, Rússia, Europa, Japão e Canadá, deixe de funcionar em 2024.

A China também pretende desenvolver uma nave reutilizável para 2021 e um foguete superpotente capaz de distribuir cargas mais pesadas do que as que a Nasa (a agência espacial americana) e a empresa privada SpaceX são capazes de administrar e, também, dispor de uma base lunar.

  • Autor: Correio do Povo
  • Imagens: China National Space Administration

Todo o conteúdo desta coluna é de total responsabilidade de seu autor(a)/publicador(a)!


Todas imagens