Agora: Violada Sertaneja Com: Ranieri Agora: Violada Sertaneja Com: Ranieri

Central de Recados

Envie-nos seu recado ou peça sua música aqui!
Seu nome deve conter apenas letras!

Brasileiro tem complexo de Vira-Lata sim!

Data da Noticia 25/02/2019

Sempre achei estranha essa coisa de achar que tudo o que vem de fora é melhor. Qualquer coisa que não seja brasileira é boa; o brasileiro é sempre ruim, malandro, aproveitador, corrupto enquanto em outros países tudo é diferente. Lá as pessoas são honestas e trabalhadoras. Será mesmo que todo mundo aqui em nosso país é assim e lá fora é tudo diferente? Será que somos, na totalidade da nação, pessoas desonestas e inescrupulosas e no estrangeiro tudo uma maravilha? Fica o questionamento. Farei referência a dois fatos que mostram o nosso total “viralatismo” e complexo de inferioridade. A primeira está referenciada no livro Uma Triste História de Futebol no Brasil: O Maracanaço. Do professor Gerson Wasen Fraga. A segunda sobre a fala do Ministro da Educação sobre o Brasileiro ser “canibal”.

            Bueno, numa das páginas do livro do professor Gerson comenta-se sobre a festa que houve quando, em 1948, o Southampton desembarcou no Brasil para enfrentar o Botafogo e o Fluminense. Então, com todo o alvoroço que se fez, a imprensa brasileira simplesmente ignorou o fato de que os ingleses eram da segunda divisão do campeonato nacional. O jornalista Mário Filho retratava que quando um jogador inglês pegava na bola os olhares se voltavam pra ele como se nunca ninguém tivesse visto um jogador de futebol.

            O Fluminense venceu a partida. Os torcedores, que esperavam a vitória dos ingleses saíram indignados. Esperavam um show; esperavam algo que nunca tinha sido visto nos campos brasileiros. Achavam que, simplesmente por ser ingleses, eram melhores.

            Mesmo assim, a revista O Cruzeiro deu um jeito de colocar os brasileiros pra baixo; de dizer que em alguma coisa os ingleses eram melhores. Vejamos a citação, tirada do livro do professor Gerson, na íntegra: “Southamprton – quadro inglês. Nota-se a forma com que se apresentam diante do fotógrafo, fabulosamente alinhados, braços cruzados, igualmente ajoelhados, formando um conjunto absolutamente igual e elegante. Fluminense – ninguém se entende. Um olha para o lado procurando algum conhecido. Outro põe as mãos esperando um possível sinal de partida. Alguns fitam o chão. Nenhuma organização. São brasileiros”. Fica claro como, desde sempre o brasileiro tem dentro de si um complexo de inferioridade sem tamanho.

            Outra coisa que me chamou atenção foram os comentários (que eu mesmo vi ninguém me falou) em defesa da fala do Ministro Ricardo Vélez.  A declaração foi no mínimo infeliz, onde disse que “brasileiro quando viaja se transforma em canibal e rouba coisas de hotéis”. Houve uma grande defesa por parte de algumas pessoas que afirmavam que sim, que brasileiros roubam coisas de hotéis, que fazem coisas erradas quando viajam e não agem de maneira correta.

            Gostaria de perguntar para essas pessoas se somente nós, brasileiros que roubamos coisas em hotéis; se somente nós agimos errado quando viajamos. É um defeito unicamente brasileiro? As pessoas de outros países têm um comportamento 100% correto? O brasileiro é o único povo “malandro” do mundo? Não há mais nenhum povo “canibal”?

            A declaração do ministro foi muito infeliz. Ele é colombiano, seria o mesmo que eu dizer que todo o colombiano está envolvido com narcotráfico, ou que todo o colombiano mente que dá aula na UERJ. As defesas dessa bola fora são piores ainda. Ridicularizam o próprio povo, inferiorizam nossa pátria (esses são os mesmos que há uns meses atrás eram os grandes patriotas).

            O Brasil tem coisas boas sim, e muitas. Assim como existem coisas a serem mudadas. É necessário mexer nas estruturas tributárias, midiáticas, educacionais, agrárias, questões de moradia? Sim, é. Os problemas são muitos? Sim, são. Mas todos os países têm suas peculiaridades e problemas, assim como aqui. Não somos um povo inferior ou país inferior (mesmo sabendo de nossas limitações econômicas).

  • Autor: Adilson Piloto Junior
  • Imagens: Divulgação/Internet

Todo o conteúdo desta coluna é de total responsabilidade de seu autor(a)/publicador(a)!


Todas imagens