Agora: Preferência Musical Com: Rafael Boller Agora: Preferência Musical Com: Rafael Boller

Central de Recados

Envie-nos seu recado ou peça sua música aqui!
Seu nome deve conter apenas letras!

Delegado revela que adolescente foi morta por engano em Erechim

Data da Noticia 08/01/2019
Namorado da vítima, que é suspeito de homicídios, seria o alvo dos criminosos.

A adolescente Eliane de Oliveira Ribeiro da Silva, de 15 anos, teria sido morta por engano na noite deste domingo, 06, no bairro São Vicente de Paulo em Erechim. A afirmação é do delegado que está chefiando as investigações sobre o caso, Gustavo Ceccon. Um jovem, de 19 anos, que seria namorado da vítima e alvo dos criminosos, foi preso nesta segunda-feira, 07, acusado de homicídio.

O crime ocorrido na noite deste domingo na Rua Sidney Guerra teria sido motivado por disputa de ponto de tráfico. Segundo a polícia a jovem Eliane foi ferida com um tiro na cabeça após a troca de tiros entre indivíduos que fugiram do local do crime. O titular da Delegacia de Polícia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas – DRACO – Gustavo Ceccon destacou que a briga de facções rivais naquela região é investigada há pelo menos dois meses. O trabalho da polícia começou em novembro quando Josimar Ferreira de Bairros, de 25 anos, foi encontrado morto na Rua José Wilker, no bairro Florestinha. Em dezembro outro homicídio. Luiz Carlos Guedes, de 48 anos, foi encontrado morto em um ponto de tráfico. O corpo estava dentro de um saco de ráfia, no porão de uma residência. “Nesta segunda-feira prendemos um jovem de 19 anos que é suspeito de ser o autor desses dois homicídios e por coincidência namorado da adolescente morta neste domingo. Ele seria o algo dos bandidos, não a jovem que não teria nenhuma ligação com o tráfico”, explica o delegado.

Ceccon destaca que o trabalho da polícia agora é para restabelecer a tranquilidade entre os moradores dos bairros São Vicente de Paulo e Florestinha. “Nós vamos trabalhar para identificar todas as pessoas que estão envolvidas nesses conflitos e vamos buscar a prisão delas para tentar pacificar a região e dar mais tranquilidade, principalmente, para os moradores da área. Aqui nós temos uma filosofia que é a tolerância zero para homicídios principalmente esses casos que é para disputa de área para ponto de venda de drogas. Então a tendência é que conseguindo identificar o sujeito que atirou contra a adolescente, nós iremos prendê-lo”, finaliza.

  • Autor: Cristiane Rhoden/Atmosfera On.Line
  • Imagens: Ricardo Mecca/Polícia Civil

Todo o conteúdo desta coluna é de total responsabilidade de seu autor(a)/publicador(a)!


Todas imagens