Agora: Top 30 Nejo Com: Felipe Kaplan Agora: Top 30 Nejo Com: Felipe Kaplan

Central de Recados

Envie-nos seu recado ou peça sua música aqui!
Seu nome deve conter apenas letras!

Iniciadas as atividades em novo bloco da UFFS

Data da Noticia 08/03/2018
Com 5.344,41m², nova estrutura amplia configuração do Campus Erechim com mais espaços para a comunidade acadêmica

 A comunidade acadêmica da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Erechim passa a contar com um novo espaço para o desenvolvimento de suas atividades. Com 5.344,41m² e investimento de mais de R$ 9 milhões, o Bloco B já está em pleno funcionamento. A estrutura possui 21 salas de aulas, oito salas para professores, Auditório, Biblioteca, Sala de Videoconferência, entre outros.

Os acadêmicos que iniciaram o ano letivo na segunda-feira (5) já estão usufruindo dos espaços. Logo na entrada é possível acessar o novo auditório do Campus. Com 292,32 m², ele soma-se aos outros dois auditórios já existentes (no Bloco A e no Bloco dos Professores). Trata-se de mais um lugar para formaturas, eventos acadêmicos, atividades culturais, reuniões, etc.

Antes localizada no Bloco A, a Biblioteca agora ficou maior: de 225 m² ela passa a ter 400 m². Além do acervo bibliográfico, o local possui salas para estudos, agora com mais divisórias e, por consequência, isoladas de ruídos.

Acadêmica do curso de Agronomia, Vanessa Fernanda Kaufca gostou da novidade. “A Biblioteca aqui ficou bem melhor. Antes estava perto da Cantina e do Saguão do Bloco A, onde há muito barulho. Agora não se ouve quase nada, o que auxilia na concentração”, diz. “Também há mais tomadas, mais computadores. A organização está muito boa”, elogia a estudante. A bibliotecária Daniele Rosa Monteiro ratifica que a ampliação do espaço foi o maior ganho. “As salas de estudos ficaram ótimas, há ventilação nelas agora. Sem falar no silêncio”, conta. Segundo Daniele, o acervo também sofreu um incremento com a aquisição de novos livros.

O novo prédio da UFFS abriga ainda espaços voltados exclusivamente para a prática, como é o caso de um dos Ateliês de Projetos do curso de Arquitetura e Urbanismo e do Espaço Educativo Conexões das Ciências.

O processo de mudança para o Bloco B iniciou com o encerramento do contrato de aluguel firmado com o Seminário Nossa Senhora de Fátima, local onde algumas atividades da Instituição ainda ocorriam até a metade do ano passado.

Depois, no segundo semestre de 2017, pelo menos duas comissões foram criadas para estudar como ficaria a nova configuração do Campus. Em um processo democrático, foram ouvidas as demandas de toda a comunidade acadêmica. Foi com base nesses dados que se pode chegar à nova organização.

Os três Pavilhões de Laboratórios agora têm mais espaço e uma divisão mais definida. O espaço para a Brinquedoteca, por exemplo, agora é exclusivo para este fim. O mesmo ocorre com o Laboratório de Docência, agora no Bloco A. Com as novas salas de aula do Bloco B, a Instituição conseguiu também um espaço exclusivo para o Setor de Acessibilidade, que tem por finalidade atender as demandas da inclusão no âmbito universitário.

De acordo com o diretor do Campus, Anderson Ribeiro, “mais do que um aumento na área física disponível, a mudança permitiu uma reorganização mais ampla, refletindo em todo o Campus e proporcionando uma melhor utilização dos espaços, de forma a atender, da melhor forma possível, todas as atuais demandas”.

Todo o conteúdo desta coluna é de total responsabilidade de seu autor(a)/publicador(a)!
  • Autor: Asses. de Comun. - Campus Erechim
  • Imagens: Wagner Lenhardt


Todas imagens