Programação Automática Programação Automática

Central de Recados

Envie-nos seu recado ou peça sua música aqui!
Seu nome deve conter apenas letras!

Pesquisa cria primeiros híbridos de café para a região amazônica.

Data da Noticia 20/05/2019
As novas cultivares clonais desenvolvidas pela Embrapa reúnem vantagens das variedades conilon e robusta.

Os cafeicultores da Amazônia Ocidental e do noroeste do Mato Grosso terão, pela primeira vez, a oportunidade de cultivarem cultivares clonais individuais de café. Lançada pela Embrapa Rondônia, a nova tecnologia para estas regiões possibilita os produtores saberem a compatibilidade entre os clones, podendo escolher cada material com as características desejadas: produtividade, qualidade da bebida, resistência à pragas e doenças, etc.

Normalmente, para produzir frutos, o café da espécie Coffea canephora (variedades robusta e conilon) necessita de plantas com perfis genéticos, o que obrigava aos agricultores a plantas diversos materiais para aumentar as chances de cruzamento e atender às suas necessidades. Além disso, existia o risco de cultivar clones não compatíveis, que não produzem frutos.

As novas cultivares clonais desenvolvidas pela Embrapa reúnem as vantagens das variedades conilon e robusta. Enquanto as plantas do café conilon apresentam características vantajosas geneticamente para a produção como porte baixo e maior resistência à seca, o robusta apresenta aspectos complementares como maior vigor vegetativo e grãos maiores. Os novos híbridos mostraram alta produtividade de café beneficiado, resistência à ferrugem e ao nematoide das galhas, boa qualidade de bebida e adaptação às condições edafoclimáticas da região amazônica.

  • Autor: Globo Rural
  • Imagens: Ilustrativa

Todo o conteúdo desta coluna é de total responsabilidade de seu autor(a)/publicador(a)!


Todas imagens