Agora: Charme Com: Lis Oliveira Agora: Charme Com: Lis Oliveira

Central de Recados

Envie-nos seu recado ou peça sua música aqui!
Seu nome deve conter apenas letras!

Preços do milho podem reagir com eventual problema na América do Sul.

Data da Noticia 09/10/2017
Consultoria mantém previsão de queda de área e de produção do cereal no Brasil.

O cenário de preços baixos do milho no mundo pode sofrer alteração caso a safra na América do Sul apresente problemas relevantes e haja menor disponibilidade do cereal, disse a INTL FCStone no relatório "Perspectivas para Commodities", divulgado nesta sexta-feira (6/10). "Com as lavouras do Hemisfério Norte já em fases finais, as atenções nos próximos três meses devem ficar centradas na safra da América do Sul, em período de plantio", explicou no documento a analista de Mercado da INTL FCStone, Ana Luiza Lodi.

Segundo a consultoria, a estimativa é de que a área plantada na Argentina com o cereal cresça quase 6% ante a do ciclo 2016/2017, alcançando 5,4 milhões de hectares. O crescimento deve se dar apesar da ampla oferta e da pressão sobre os preços do milho no País, porque as exportações argentinas do cereal não são taxadas como as de soja, diz a FCStone. O plantio já está em pleno andamento em algumas regiões e por ora as condições climáticas são favoráveis, mesmo com as chuvas que caem em algumas áreas.

Todo o conteúdo desta coluna é de total responsabilidade de seu autor(a)/publicador(a)!
  • Autor: Globo Rural
  • Imagens: Divulgação


Todas imagens