Agora: Raridades Com: Maicon Oliveira Agora: Raridades Com: Maicon Oliveira

Central de Recados

Envie-nos seu recado ou peça sua música aqui!
Seu nome deve conter apenas letras!

Safra de grãos 2018/2019 pode chegar a 238,28 milhões de toneladas.

Data da Noticia 08/11/2018
Safra de grãos 2018/2019 pode chegar a 238,28 milhões de toneladas.

A safra brasileira de grãos 2018/2019 pode chegar a 238,28 milhões de toneladas, estima a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em relatório divulgado nesta quinta-feira (8/11), em Brasília (DF). Se confirmado, será um crescimento de 4,5% em relação à temporada 2017/2018, que, na avaliação da autarquia, terminou com 227,97 milhões de toneladas.

É o segundo relatório relativo ao novo ciclo, que está em fase de plantio. Na hipótese menos otimistas, a colheita da safra nova pode chegar a 233,68 milhões de toneladas, o que seria um crescimento de 2,5% em relação à safra passada.

“Esse resultado representa uma possibilidade de aumento na produção entre 5,7 e 10,3 milhões de toneladas. A soja e o milho devem permanecer como as principais culturas produzidas no país. Os dois produtos correspondem a quase 90% do que é produzido”, pontua a Conab, no relatório.

A produção de soja, na melhora das hipóteses da Companhia, deve permanecer praticamente estável na comparação com a safra passada e chegar a 119,26 milhões de toneladas. O outro cenário é mais pessimista, Prevê uma queda de 2,5%, com uma colheita de 116,77 milhões de toneladas.

“As condições climáticas estão favoráveis, até o momento, especialmente para a soja. Para se ter uma ideia, mais de 80% da oleaginosa já foi plantada em Mato Grosso. Comparado ao mesmo período na safra passada, este índice estava em 40,5%”, diz a Conab, em comunicado, usando como referência o Estado líder na produção nacional.

No milho, a expectativa se mantém de crescimento. Somando os dois ciclos anuais da cultura, deve ser colhido um volume entre 90,01 milhões (+11,4%) e 90,95 milhões de toneladas (+12,6%). O ciclo de verão deve render entre 26,23 milhões (-2%) e 27,21 milhões de toneladas (+1,5%). Na segunda safra, a colheita é projetada em 63,73 milhões de toneladas (+18,1%).

“A primeira safra do grão também encontra um clima adequado. A área plantada em Minas Gerais, na época do levantamento, chegava a cerca de 45% da área total prevista e no Rio Grande do Sul a 70,4%”, avalia o órgão do governo federal.

Para o algodão, a Conab estima um crescimento expressivo no ciclo 2018/2019. A produção em caroço deve ficar entre 3,23 milhões e 3,5 milhões de toneladas, superando o ciclo anterior em algo entre 7,5% e 16,5%. No algodão em pluma, fica mantida a previsão de safra recorde, entre 2,15 milhões (+7,6%) e 2,33 milhões de toneladas (+16,5%).

“O algodão segue com o mercado favorável, impulsionando a elevação de área em relação à safra passada, podendo chegar a 1,4 milhão de hectares”, diz a Conab, no comunicado oficial.

  • Autor: Globo Rural
  • Imagens: Ernesto de Souza/ Ed. Globo

Todo o conteúdo desta coluna é de total responsabilidade de seu autor(a)/publicador(a)!


Todas imagens