Agora: Programação Musical Com: Programação Automática Agora: Programação Musical Com: Programação Automática

Sobre música e psicologia

Data da Noticia 28/06/2017

Posso te dar um conselho? Se sim, estude, pense, sinta e faça música. Este é o conselho. Por quê? Porque não devemos ver a música apenas pela ótica fonética; música é mais que isso, música é emoção, é expressão de sentimentos. Através da música se sonha, se arquiteta e se registra toda e qualquer sociedade ou época. Música é o alívio das tensões e a assimilação dos desafios.

Nada é tão ilimitado e ao mesmo tempo previsível quanto a música. Previsível por seguir uma lógica cíclica e matemática. Ilimitada por vagar ao sabor da emoção e dos ideais de quem a compõe. E só para esclarecer, trato a música como todo, tendo letra ou não. Afinal, a letra não é imprescindível para que se alcance o objetivo: emocionar. Diria até que as melhores músicas já compostas não tem uma palavra sequer em seus arranjos. O som basta para provocar sensações intensas e marcantes.

Mais que emocionar, a música possui, ou deveria possuir, o papel de questionar, opinar e despertar a reflexão. Lembra ainda do conselho? Pois então, boa sorte e viaje muito no mundo musical.

 

Todo o conteúdo desta coluna é de total responsabilidade de seu autor(a)/publicador(a)!
  • Autor: Gerson Dickel
  • Imagens: Desconhecido


Todas imagens