Agora: Canta Comunidade Com: Dirceu Lazzarotto e Antoninho Cadore Agora: Canta Comunidade Com: Dirceu Lazzarotto e Antoninho Cadore

Central de Recados

Envie-nos seu recado ou peça sua música aqui!
Seu nome deve conter apenas letras!

Incêndios deixam 15 mortos e obrigam 500 mil a abandonar casas nos EUA.

Data da Noticia 11/09/2020
Chamas atingiram localidades da Califórnia, Oregon e Washington.

Os bombeiros continuam lutando nesta sexta-feira contra as dezenas de incêndios que devastam há alguns dias a Costa Oeste dos Estados Unidos, onde pelo menos 15 pessoas morreram e mais de meio milhão foram obrigadas a abandonar suas casas, um balanço que deve piorar nos próximos dias, de acordo com as autoridades.

A destruição é difícil de descrever e os prejuízos ainda impossíveis de calcular nos estados da Califórnia, Oregon e Washington. Os bombeiros não conseguem ter acesso a algumas áreas e as chamas são atiçadas pelas temperaturas elevadas e ventos secos. As autoridades atualizaram diversas vezes desde quinta-feira o balanço de vítimas fatais, que inclui um bebê no estado de Washington. A maioria das mortes aconteceu na Califórnia.

Na região Noroeste da Califórnia, o incêndio que recebeu o nome "August Complex Fire", um conjunto de 37 focos de chamas, se tornou oficialmente o maior da história do estado ao atingir 190 mil hectares. No Oregon, 500 mil habitantes receberam ordem para abandonar suas casas e o "número continua aumentando", afirma um comunicado divulgado pelas autoridades do estado, onde os bombeiros lutam contra incêndios que alcançam uma superfície de 365 mil hectares.

Ao menos cinco localidades do estado ficaram "destruídas", anunciou a governadora Kate Brown. Ela explicou que a superfície devastada pelas chamas nas últimas 72 horas representa o dobro da superfície afetada pelo fogo no estado, em média, a cada ano. "Quero ser franca ao afirmar que esperamos grandes perdas... Esta pode ser a maior perda de vidas humanas e propriedades provocada por incêndios florestais na história do estado", disse.

Em Molalla, cidade ao sul de Portland, também no Oregon, a polícia trabalha para convencer os moradores a abandonar a região.

"É muito duro. Uma coisa é deixar a sua casa, outra é ser obrigada a ir embora. Meus filhos cresceram aqui. Esta é a minha casa, mas o mais importante é que todos tenhamos segurança", afirmou Denise Pentz enquanto colocava os pertences em um reboque.



Todas imagens
  • Autor: Correio do Povo
  • Imagens: David Mcnew

Todo o conteúdo desta coluna é de total responsabilidade de seu autor(a)/publicador(a)!