Agora: Panorama Geral Com: Rafael Boller Agora: Panorama Geral Com: Rafael Boller

Central de Recados

Envie-nos seu recado ou peça sua música aqui!
Seu nome deve conter apenas letras!

Atingidas/os em Porto Alegre instalam placas solares de aquecimento de água

Data da Noticia 22/07/2019

Os elementos da questão energética brasileira são pouco debatidos e compreendidos pela totalidade da sociedade e, diante disso, o Movimento de Atingidos por Barragens do Rio Grande do Sul (MAB/RS), em parceria com a Associação de Proteção a Vida (APROVI) e lideranças do bairro Lomba do Pinheiro, em Porto Alegre, vêm realizando, desde 2018, rodas de conversa e visitas às famílias para debater sobre as altas tarifas e demais questões vivenciadas no dia a dia dos moradores, no que tange à energia elétrica.

Para além do diálogo e processo de formação com as famílias, são apresentadas alternativas, como as Placas Solares do Sistema ASBC (Aquecedores Solares de Baixo Custo). Estas placas consistem num sistema de aquecimento de água a partir da energia solar, promovendo uma economia significativa no consumo de energia elétrica na residência.

Um dos motivos dessa economia é a diminuição no uso do chuveiro elétrico, o qual é essencial na região sul do país, devido às baixas temperaturas, e é o responsável por cerca de 40% do consumo de energia elétrica pela família. A água quente também pode ser usada para outros usos domésticos, como na pia da cozinha e para cozimento de alimentos.

O acesso a essa tecnologia proporciona dignidade, economia e diminui a dependência das famílias diante do setor elétrico, que impõe altas tarifas. O dinheiro economizado na conta de luz pode ser destinado para outras questões básicas do grupo familiar, como alimentação, saúde, lazer, etc.

O objetivo da iniciativa é criar uma experiência que possa estimular a formulação de uma política pública no âmbito das alternativas energéticas para toda a cidade de Porto Alegre, além de fomentar o debate sobre a questão energética, num processo contínuo de formação e construção de consciência política e social.

Ao longo do dia 20/07/19, deu-se início ao processo de instalação das placas em duas residências, em formato de oficina, inicialmente, com uma explanação sobre a atuação do MAB, elementos referentes ao preço da luz. Pela parte da manhã a instalação se deu na casa de moradores da Vila dos Herdeiros e, pela parte da tarde, na residência de uma família na Vila Santa Helena.

As oficinas contaram com a participação de moradores da Lomba do Pinheiro, integrantes da coordenação estadual do MAB, de movimentos de luta por moradia e estudantes da UFRGS. As famílias que receberam as placas irão divulgar os benefícios do uso destas tecnologias sociais para os demais moradores da Lomba do Pinheiro.

O projeto é resultado de um amplo processo de luta desenvolvido pelo MAB, o qual é referência nacional no debate da questão energética brasileira e que, desde 2016, possui uma experiência com estas tecnologias no interior do estado do Rio Grande do Sul. A instalação das 4 placas restantes na Lomba do Pinheiro está prevista para o fim de agosto.

Por: Grasiele Berticelli 



Todas imagens
  • Autor: MAB RS - ​​​​​​​Por: Grasiele Berticelli
  • Imagens: MAB RS

Todo o conteúdo desta coluna é de total responsabilidade de seu autor(a)/publicador(a)!