Agora: Disparada Com: Maicon Oliveira Agora: Disparada Com: Maicon Oliveira

Central de Recados

Envie-nos seu recado ou peça sua música aqui!
Seu nome deve conter apenas letras!

Chuva torrencial provoca morte de 35 mil frangos em aviários de Nova Prata

Data da Noticia 13/07/2020
Bueiros ficaram obstruídos e locais acabaram inundando

A forte chuva que caiu na madrugada deste domingo voltou a causar  transtornos e prejuízos pela região da Serra. A situação mais grave  ocorreu em Nova Prata. Na propriedade de Rogério Dall Agnol, na Linha Severino Ribeiro, um bueiro ficou obstruído e a água atingiu dois aviários, matando cerca de 35 mil frangos.

Conforme a  coordenadora da Defesa Civil do Município, Patrícia  Donadello Lovison, a chuva torrencial aconteceu entre  0h e 3h30min da madrugada deste domingo. Ela informou que  nesse período choveu cerca de 160mm causando,  além das mortes da aves, vários alagamentos em  residências  na área urbana da cidade e estragos em  vias secundárias do interior do município. Os prejuízos ainda estão sendo contabilizados.

A Ponte sob o Rio das Antas  que liga os municípios de Bento Gonçalves e Cotiporã pela ERS-431  foi interrompida novamente neste domingo, 12, em função do aumento do nível do Rio das Antas  que provocou a interrupção do tráfego entre os dois municípios.

De acordo com a prefeitura de Cotiporã, a alternativa para os motoristas que precisam se deslocar de um município para o outro é utilizar a BR- 470, por  Veranópolis, e posteriormente acessar  RS-359 até Cotiporã. Esse percurso aumenta o tempo de viagem em cerca de uma hora. Ainda, segundo a prefeitura, não há previsão para liberação da ponte.

Também na Serra, segue totalmente bloqueada a  ERS-448,  no Km 39,5, rodovia que liga Farroupilha à Nova Roma do Sul. Desvios por Antônio Prado e Pinto Bandeira.

Em Caxias do Sul, a Secretaria de Obras e Serviços Públicos (Smosp), trabalhou desde as primeiras horas deste domingo,12 para escoar a água da rua Bolivar Pedrotti Melgare, no Interlagos. No local, as galerias não deram conta da quantidade de água e chegaram a invadir a garagem de uma moradora. No interior houve  registro de quedas de árvores, mas sem interrupções de vias.



Todas imagens
  • Autor: Celso Sgorla
  • Imagens: Patricia Donadello Lovison / Divulgação

Todo o conteúdo desta coluna é de total responsabilidade de seu autor(a)/publicador(a)!