Agora: Programação Musical Com: Programação Automática Agora: Programação Musical Com: Programação Automática

Central de Recados

Envie-nos seu recado ou peça sua música aqui!
Seu nome deve conter apenas letras!

Grenal e as encruzilhadas

Data da Noticia 24/02/2024

A encruzilhada é um ponto ambíguo na religiosidade afro-brasileira, podendo ser tanto o começo, o iniciar de um fluxo, quanto o fim de um território existencial. Este local crucial não apenas marca o ponto de convergência, mas também é um espaço de decisões cruciais, em que os caminhos se entrelaçam, e escolher um rumo torna-se imperativo. No percurso que conduz para a encruzilhada, surgem conflitos, tensões, e são moldados os caminhos que oferecem a oportunidade de (des)encontros.

O fato é que a humanidade sempre encarou os caminhos cruzados com temor e encantamento. A encruzilhada, afinal, é o lugar das incertezas das veredas e do espanto de se perceber que viver pressupõe o risco das escolhas. Para onde caminhar? A encruzilhada desconforta; esse é o seu fascínio.

Torcer para o Internacional é em parte viver esse dilema das encruzilhadas, nossos caminhos para a volta dos títulos passam em parte por conseguir criar rumos nesses lugares, saber se impor frente as dificuldades e incertezas, construir uma atmosfera confiança sem a danosa soberba e que este movimento nos impulsione as glórias, mas como fazer isso sem passar pelos caminhos que se cruzam, sem os momentos de dúvida, angústia e aflição?

Impossível, eles sempre estarão lá, porém a magia, o encantamento e o fascínio, são elementos que buscamos como contraponto, e são eles que esperamos que prevaleçam num jogo como o de domingo, não que o Inter deve encantar ou dar espetáculo, mas precisamos conseguir invocar a forca das encruzilhadas, e seus mistérios, para que voltemos a dominar o terreiro que tanto nos fortaleceu. 

Grenal é por definição futebolística uma enorme encruzilhada, e precisamos aprender a vê-la com um lugar de fortalecimento e não um ponto de fragilidade, obviamente desconfiamos das grandes explicações e dos caminhos retos, assim respeitamos o Grenal e seus caminhos, alguns tortuosos, mas esperamos que além da vitória, consigamos sair diferentes, com mais histórias e acontecimentos, porque nunca é apenas o resultado também seu entorno, com histórias e magias, que nos encanta sempre. Abraços alvirrubros e axé gigante ao lado vermelho da força.

 

 

Ricardo Nichetti - Professor e colunista estrangeiro Ricardo Niquetti - Professor e colunista estrangeiro

 

*A coluna não representa o pensamento da Comunidade FM.



Todas imagens
  • Autor: Ricardo Niquetti
  • Imagens: Ricardo Duarte

Todo o conteúdo desta coluna é de total responsabilidade de seu autor(a)/publicador(a)!