Agora: Show da Tarde Com: Rosana Dallagnol Agora: Show da Tarde Com: Rosana Dallagnol

Central de Recados

Envie-nos seu recado ou peça sua música aqui!
Seu nome deve conter apenas letras!

Mais uma loja é saqueada no centro de Erechim

Data da Noticia 12/05/2015
Drama dos lojistas se mistura entre taxas tributárias absurdas e a falta de amparo do Estado

As madrugadas em Erechim têm sido uma preocupação à parte dos lojistas da cidade, pois além das altíssimas taxas tributárias que são submetidos e que acabam tirando o sono diante das dificuldades que passam, a onda de saques que tem ocorrido nos estabelecimentos comerciais têm inviabilizado ainda mais seus negócios.

Por volta das 23h desta terça-feira (11), mais uma loja do centro de Erechim foi alvo de criminosos, como ocorreu na última sexta, quando ladrões estouraram a vitrine de uma loja de móveis e eletroeletrônicos da avenida Tiradentes Desta vez a ousadia dos ladrões os levaram para a Sete de Setembro, uma das principais avenidas da cidade.

Da mesma forma que o saque do final de semana, os vidros do estabelecimento foram estourados, possivelmente com o emprego de um carro, e televisores de alta definição e caros foram levados, contribuindo ainda mais para o drama destes empresários.

De acordo com informações, o carro supostamente produto de furto e utilizado no arrombamento foi encontrado nesta manhã no bairro Aeroporto com uma chave "micha" na ignição, uma marreta e vidros em seu interior.

Como destacado na reportagem da Tiradentes, segundo informações obtidas junto ao Grupo Regional de Emergência, que reúne profissionais das áreas de emergência, segurança e jornalismo para a troca de informações, os constantes furtos e assaltos, na maioria omitidos pelos órgãos de segurança locais, supostamente para amenizar a sensação de insegurança que Erechim atravessa, são registrados a todo o momento, assustado também a comunidade como um todo, que se tornou refém da incapacidade da Polícia em combater de frente o avanço da criminalidade local, diante da falta de investimentos das três esferas governamentais.

Também aos moldes do saque do último dia 8, próximo deste local, igualmente existe uma câmera de videomonitoramento que faz parte de um sistema de vigilância, adquirido ainda na administração passada a um custo expressivo para os cofres públicos, que inclui outras 11 câmeras distribuídas em pontos estratégicos da cidade, mas que há cerca de 2 anos não funcionam por falta de manutenção.

A Polícia abriu um inquérito para investigar o furto e até agora ninguém foi preso.



Todas imagens
  • Autor: Au Online/Julio Mocellin
  • Imagens: Grupo Regional de Emergência

Todo o conteúdo desta coluna é de total responsabilidade de seu autor(a)/publicador(a)!