Agora: Voz do Brasil Com: Programação Automática Agora: Voz do Brasil Com: Programação Automática

Central de Recados

Envie-nos seu recado ou peça sua música aqui!
Seu nome deve conter apenas letras!

Prefeito de Marcelino fala sobre expectativa da pavimentação entre Pinhalzinho e Maximiliano

Data da Noticia 19/05/2016

Lideranças regionais, e principalmente usuários, aguardam com expectativa há anos a sonhada obra de pavimentação da rodovia ERS-479 no trecho entre o distrito de Pinhalzinho em Marcelino Ramos e o município de Maximiliano de Almeida, envolvendo também uma extensão da ERS-126. Nesta semana o Portal de Marcelino manteve contato com o prefeito Juliano Zuanazzi para saber como estão as tratativas em torno desta obra. Ele explicou que o projeto de viabilidade ambiental, que foi contratado pela empresa Tractebel, que também tem interesse na obra, foi entregue em forma de doação ao DAER em Porto Alegre. “O que competia a nós fazer a gente fez, agora depende de uma vontade política do Estado de definir recursos de financiamentos e alocar esta obra, pois ela tem todas as condicionantes para isso” comentou o prefeito.

De acordo com ele, a prefeita de Maximiliano de Almeida esteve em Porto Alegre há poucos dias onde recebeu a sinalização de que a obra poderá ser viabilizada, desde que haja abertura de uma linha de crédito. Em razão da situação financeira do Estado até o momento não existe nenhuma previsão de quando isso poderá ocorrer via financiamento, como por exemplo, através do BNDES.  Questionado se ele acredita que esta obra sairá do papel em breve, o prefeito de Marcelino Ramos respondeu: “Olha eu não consigo acreditar que o Estado vai ficar numa situação de leniência por tempo, eles vão ter que criar um mecanismo de investir na infraestrutura e o repactuamento da dívida estadual com a União vai abrir uma linha de crédito e isso vai permitir novos investimentos e aí vai ser uma definição política de onde fazer o investimento” concluiu ele.

O trecho em questão envolve cerca de 27km. Os projetos de licenciamento e de engenharia já estão prontos e aprovados. Calcula-se que esta obra deva custar ao Estado mais de R$ 35 milhões beneficiando principalmente os municípios de Marcelino Ramos, Maximiliano de Almeida, Viadutos, Gaurama, Erechim, Machadinho, Paim Filho, São José do Ouro, Cacique Double, Tupanci do Sul, Santo Expedito do Sul e Barracão.



Todas imagens
  • Autor: Portal de Marcelino/ Marcelo Santos
  • Imagens:

Todo o conteúdo desta coluna é de total responsabilidade de seu autor(a)/publicador(a)!