Agora: Voz do Brasil Com: Programação Automática Agora: Voz do Brasil Com: Programação Automática

Central de Recados

Envie-nos seu recado ou peça sua música aqui!
Seu nome deve conter apenas letras!

Prefeitos decidem paralisar prefeituras em protesto

Data da Noticia 23/09/2015
A manifestação em defesa da reforma no Pacto Federativo e redistribuição do bolo tributário

Os prefeitos dos 32 municípios da AMAU, decidiram nesta terça-feira(22), em assembleia, aderir a proposta da Famurs e paralisar as atividades das prefeituras, menos saúde e educação, na próxima sexta-feira. É um protesto contra a fatia na divisão dos recursos do bolo tributário repassada aos Municípios, que é 18%, enquanto os outros 82% são divididos entre a União e os Estados. Na sexta, entre 11h e 13h será realizado um ato na ERS 135, km 78, próximo ao posto da Polícia Rodoviária Estadual, em Erechim. Um levantamento preliminar da Famurs verificou que 85% das prefeituras gaúchas já garantiu adesão ao Movimento do Bolo. O manifesto será realizado na próxima sexta-feira, dia 25 de setembro, com o bloqueio de seis rodovias, confirmados até agora. O objetivo do protesto é alertar sobre a crise financeira dos municípios do Rio Grande do Sul.  Segundo o presidente da Famurs e prefeito de Candiota, Luiz Carlos Folador, o movimento não é contra os governos federal e estadual, mas em favor dos municípios. "A mobilização defende o novo Pacto Federativo, necessário para promover uma distribuição mais justa do bolo tributário".  Para protestar, as prefeituras deverão paralisar o atendimento, decretando ponto facultativo parcial ou integral, mantendo apenas os serviços essenciais. A mobilização deverá seguir a orientação regional, priorizando o transporte de servidores até os pontos de bloqueio de rodovias, federais ou estaduais. A passagem de ambulâncias e carros da área da saúde será permitida. 



Todas imagens
  • Autor: Au Online/Julio Mocellin
  • Imagens:

Todo o conteúdo desta coluna é de total responsabilidade de seu autor(a)/publicador(a)!