Agora: Comunidade Chimarreando Com: Rafael Boller Agora: Comunidade Chimarreando Com: Rafael Boller

Central de Recados

Envie-nos seu recado ou peça sua música aqui!
Seu nome deve conter apenas letras!

Programa da UFFS atendeu 20 mil pessoas em ações de educação ambiental

Data da Noticia 15/01/2020
Ações foram realizadas por acadêmicos em Erechim, Erval Grande, Gaurama, Ponte Preta e Viadutos com base na demanda dos municípios.

Pelo menos 20 mil pessoas atendidas: este é o resultado de três anos de ações desenvolvidas por um programa de extensão da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Erechim, que buscou atender demandas da comunidade regional por meio de ações vinculadas à EngTech Jr., empresa júnior do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária. Além de Erechim, as atividades foram realizadas nos municípios de Erval Grande, Gaurama, Ponte Preta e Viadutos, e contemplaram principalmente ações de educação ambiental. A equipe do programa realizou parcerias com pelo menos dez entidades.

Além de oportunizar a conscientização da população sobre os temas abordados, as atividades tiveram a função de aproximar os acadêmicos da Instituição às realidades de cada município. No total, 25 alunos, entre bolsistas e voluntários estiveram envolvidos.

Para a professora coordenadora do programa, Débora Locatelli, as ações foram muito importantes para a formação profissional e humana dos alunos. “Fomos muito bem recebidos nos espaços em que atuamos – por exemplo, nas escolas”, conta. “A maioria delas solicitou o nosso retorno para outras atividades.”

As parcerias com as prefeituras e organizações também se mostraram efetivas. “Estas se mostraram satisfeitas e abertas para a realização de outras atividades. O curso, a empresa júnior e a Universidade puderam se aproximar ainda mais da comunidade regional de boa parte do Alto Uruguai gaúcho”, pontua a professora.

Entre as ações feitas por meio do programa, estão:

- Conscientização ambiental em feiras e eventos, tais como: semanas do Meio Ambiente de Erechim, Ecovolta Ciclística de Gaurama, Ação Cooperada da Fundação Aury Luiz Bodanese/Aurora, ExpoCija, entre outras;

- oficinas socioambientais;

- educação ambiental com as temáticas de resíduos sólidos (2017), saneamento básico (2018) e energias renováveis (2019) na escola Othelo Rosa, de Erechim, e nas escolas estadual e municipal de Ponte Preta;

- elaboração do Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS) da 1ª Semana Socioambiental de Gaurama, que também contemplou atividades de educação ambiental;

- Mostra “Consumo Consciente e Pegada Ecológica” realizada em mais de dez escolas de Ensino Médio em parceria com o Sicredi;

- elaboração do Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS) da Feira da Primavera, em Erval Grande.

Para os acadêmicos as atividades renderam ainda a participação em eventos científicos, por meio da apresentação de nove trabalhos oriundos do programa. Toda a experiência no programa é evidenciada pelos alunos como uma bagagem de conhecimentos bastante interessante.

É o caso da acadêmica Cristiane Renata Tessaro. “O programa desempenhou um papel importante no meu desenvolvimento como individuo, além de agregar valor à minha profissão. Percebi que o contato entre acadêmicos e a comunidade permitiu um crescimento mútuo de expectativas, compromisso e afeto, permitindo maior interação e fortalecimento dos laços de amizade, tolerância a diferentes ritmos e visões de mundo”, relata Cristiane. “Trabalhar juntos com as três áreas que o programa concentrava e com as escolas de diferentes municípios, com crianças de diferentes realidades e com temas que fazem parte do dia a dia tanto na Universidade quanto fora, só melhora e engrandece o desempenho de nós como acadêmicos e cidadãos. Eu como acadêmica me sinto lisonjeada em aprender e dividir meu conhecimento adquirido na sala de aula, e ainda contribuir com a região onde moro e estudo”, diz.

Sua colega Heloisa Dalla Rosa conta que iniciou no projeto como voluntária, auxiliando principalmente a parte de marketing e gestão. Em setembro de 2019 ela assumiu como bolsista. “Tive a oportunidade de exercer um papel de liderança ao mesmo tempo do trabalho em equipe. O projeto propiciou o nosso desenvolvimento individual em prol da comunidade em que as atividades foram realizadas”, conta a aluna.

“Além do crescimento e aprendizagem em equipe, foi possível aprender muito como profissional através das interações com a comunidade externa e o mercado de trabalho, assim como o convívio e a troca de experiências com os professores orientadores. Pude aprender muito e trocar experiências. Sou muito grata pela oportunidade que tive, e sempre que eu puder vou dividir o conhecimento que adquiri”, fala Heloisa. “No decorrer destes três anos, passaram muitos bolsistas e também voluntários e todos obtiveram grandes experiências e agregaram conhecimento, aprendendo a realizar trabalho em equipe tanto quanto individual e conhecendo um pouco as relações com o mercado de trabalho.”

A acadêmica Dirce Moretto é outra aluna que atuou como bolsista na parte de marketing e gestão. “Tive a oportunidade de me dedicar a divulgar as atividades, desenvolver novos projetos e fortalecer o programa, sempre com o apoio dos professores orientadores”, destaca. “Ao interagir com a comunidade externa percebi como é importante cada ação que executamos. Isto tudo contribui com a troca de experiências e agrega interdisciplinaridade entre sala de aula e convivência profissional. Além disso, acredito que desafios só fortalece e nos motiva ao sucesso tanto profissionalmente quanto pessoalmente. Como acadêmica posso dizer que foi muito gratificante, pois contribuiu com o desenvolvimento de muitas habilidades, estimulou minha criatividade e aprendi a atuar de maneira comprometida”, finaliza Dirce.

  • Autor: Ass. Comunicação UFFS/Erechim
  • Imagens: Divulgação.

Todo o conteúdo desta coluna é de total responsabilidade de seu autor(a)/publicador(a)!


Todas imagens