Agora: Voz do Brasil Com: Programação Automática Agora: Voz do Brasil Com: Programação Automática

Central de Recados

Envie-nos seu recado ou peça sua música aqui!
Seu nome deve conter apenas letras!

Rescisão entre Grêmio e Kleber ocorrerá nos tribunais

Data da Noticia 17/04/2015
Atacante ingressou na justiça contra clube e não deverá treinar nas dependências do Tricolor

O litígio entre Grêmio e Kléber está definitivamente deflagrado. Há poucos dias, o jogador ingressou na justiça contra o clube que, no entanto, ainda não foi notificado. A rescisão contratual será agora debatida na esfera dos tribunais. Como ainda não houve nenhuma notificação oficial, o Grêmio não sabe o teor da ação movida pelo atleta. O empresário do atacante, Giuseppe Dioguardi, não atendeu aos telefonemas nem respondeu às mensagens do Correio do Povo para comentar o assunto. O Tricolor havia dado um fim às negociações para a rescisão amigável um mês atrás, em 19 de março. As tratativas haviam emperrado em alguns itens. Alguns dias antes, Nestor Hein, diretor jurídico gremista, já tinha dito que elas estavam encerradas, mas o representante do Gladiador veio a Porto Alegre para dizer que as conversas continuavam entre as partes. Chegou a citar entre os pontos divergentes o desejo do clube de estipular uma cláusula impedindo o atleta de assinar com o Inter após o término deste vínculo. Kléber treina em separado desde 15 de janeiro. Felipão deixou bem claro que não trabalharia com o atacante. O jogador, então, trabalhava em horários alternativos. Com a ação, é possível que não treine mais nas dependências do Grêmio. “Talvez não tenha mais clima”, diz um dirigente. Após conhecer o teor da ação, o Departamento Jurídico gremista irá definir as medidas a serem adotadas. O contrato dele vai até o fim de 2016. Tem ainda a receber entre salários um valor próximo de R$ 15 milhões. O custo mensal do Gladiador beira os R$ 700 mil. Estão incluídos neste valor encargos financeiros e até uma parcela que é paga ao empresário do atleta. Kléber veio no fim de 2011 para ser o grande nome do Grêmio. Era a junção do Gladiador com a Arena que seria inaugurada um ano depois. Somente no começo da sua passagem empolgou. Vai deixar o clube depois de 23 gols em 105 jogos.



Todas imagens
  • Autor: Correio do Povo
  • Imagens: Mauro Schaeffer / CP Memória

Todo o conteúdo desta coluna é de total responsabilidade de seu autor(a)/publicador(a)!