Agora: Expresso Bandas Com: Gerson Dickel Agora: Expresso Bandas Com: Gerson Dickel

Central de Recados

Envie-nos seu recado ou peça sua música aqui!
Seu nome deve conter apenas letras!

Universidades federais testam modificação da vacina BCG para imunizar contra a Covid-19.

Data da Noticia 30/07/2020
Medicamento tem previsão de ser testada em animais até o final do ano e em humanos a partir de 2021.

Pesquisadores brasileiros estão estudando a possibilidade de usar a vacina BCG, que serve para combater a tuberculose, contra a Covid-19 - o que daria proteção contra as duas doenças ao mesmo tempo. Isso seria possível graças a modificações genéticas feitas na bactéria utilizada para fabricar a vacina.

"Existem outras iniciativas para usar a BCG no combate de outras doenças infecciosas e, com a pandemia, a gente pensou em usar contra a Covid-19", conta Sergio Costa Oliveira, coordenador da pesquisa e professor titular de imunologia da Universidade Federal de Minas Gerais.

A vacina ainda está na fase de produção em laboratório. "Estamos colocando os genes do novo coronavírus na bactéria usada na vacina BCG, para produzir o que se chama de 'bactéria recombinante', ou seja, geneticamente modificada", explica o pesquisador.

De acordo com ele, a previsão é que os testes do imunizante em animais comecem até o final deste ano. Já os testes em humanos devem ter início no começo de 2021.

O projeto é feito em parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina, o Instituto Butantan, em São Paulo, e o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Doenças Tropicais (INCT-DT). Há ainda o apoio da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, e do Instituto Karolinska, na Suécia.



Todas imagens
  • Autor: Correio do Povo
  • Imagens: Fábio Vitarelli Marinho / UFMG

Todo o conteúdo desta coluna é de total responsabilidade de seu autor(a)/publicador(a)!